Pular para o conteúdo principal

14 MUDANÇAS APÓS A CHEGADA DO BEBÊ

O QUE REALMENTE VAI MUDAR?
 

O que muda com a chegada do bebê? Uma pergunta mais adequada seria: o que não muda?


1. Você, que se considerava uma pessoa corajosa, de repente fica cheia de medos.

2. Os sacrifícios que achou que fez para ter o bebê agora nem parecem mais sacrifícios.

3. Você finalmente respeita o próprio corpo.

4. Você respeita os próprios pais e passa a amá-los de um jeito completamente novo.

5. As dores do bebê são muito piores do que suas.

6. Você volta a acreditar nas coisas em que acreditava quando era criança.

7. Você perde de vez o contato com certas pessoas com quem já deveria ter perdido há muito tempo.

8. Seu coração fica mais mole do que nunca.

9. Você pensa em outra pessoa 234.836.178 vezes por dia.

10. Todo dia é uma nova surpresa.

11. O funcionamento do intestino de outra pessoa só lhe dá prazer.

12. Você olha para o bebê no espelho, em vez de olhar para si mesma.

13. Você troca as baladas noturnas pelas manhãs de sol.

14. O seu amor cresce sem limite

*Babycenter

Postagens mais visitadas deste blog

DORES NO PÉ DA BARRIGA PODE SER UMA GRAVIDEZ ?

DORES FORTES NO PÉ DA BARRIGA, O QUE SERÁ? Sim, dores no pé da barriga pode ser gravidez. Porém, as famosas dores no “pé” da barriga ou baixo ventre, podem ter outros motivos além de ser um dos indícios de que uma gestação está em andamento. As dores ou mesmo as cólicas podem aparecer após a ovulação e também em outras situações como a TPM por exemplo.

COM QUANTOS MESES A BARRIGA COMEÇA A APARECER

TEMPO QUE A BARRIGA DA GESTANTE COMEÇA A SE DESENVOLVER Ah, mas quando a gente pega o positivo já começa a acarinhar a barriga! Ainda não tem nada ali que dê para ver, mas parece que estamos no final da gestação de tanto orgulho que estamos nesta nova fase. Ficamos horas nos analisando no espelho e nos perguntando sempre, quando a barriga começa a aparecer na gravidez?

COMO O PAI PODE PARTICIPAR DA MATERNIDADE

AUXILINDO A MÃE DEPOIS DO PARTO Logo após o parto, é bem comum a maioria dos homens, ficar mais afastado do filho e da mãe. Ele se sente excluído e acredita que esse momento deve ser reservado apenas entre a mãe e o filho.
O pai não vê momento nenhum em que ele possa se encaixar, até porque a criança mama e dorme muito no início.