Pular para o conteúdo principal

QUANDO A MENSTRUAÇÃO VOLTA A DESCER DEPOIS DO PARTO?

MENSTRUAÇÃO DEPOIS DO PARTO

O fato de estar ou não amamentando é determinante para a volta dos ciclos menstruais normais depois do parto, já que é normal a mulher não menstruar enquanto estiver amamentando. 
Logo depois de dar à luz, a mulher tem um sangramento, que não é exatamente menstruação.
Cada mulher é diferente, e a volta dos ciclos depende de cada corpo e de cada circunstância. Por isso, os parâmetros abaixo não são nada fixos, servem só para dar uma orientação. Se você estiver com dúvidas, converse com o ginecologista.

Mães que amamentam: Um dos muitos benefícios da amamentação é manter a menstruação suspensa por um período maior. A mulher que dá o peito regularmente, tanto durante o dia quanto à noite, pode passar até um ano livre das cólicas, da TPM (tensão pré-menstrual) e dos absorventes. Isso, claro, depois do fim do sangramento normal pós-parto, que pode durar várias semanas. 
Se o bebê começa a dormir a noite inteira, pulando algumas mamadas, a menstruação volta mais cedo o mais comum é que isso aconteça quando ele tiver entre 3 e 8 meses. A mesma coisa acontece quando se complementa a alimentação do bebê com fórmula láctea. Ou seja: quanto mais o bebê mamar no peito, mais vai demorar para o ciclo menstrual voltar. 

Mães que não amamentam: Mulheres que não estão amamentando podem retomar os ciclos menstruais regulares já um mês depois do parto. Às vezes a menstruação demora dois ou três meses para voltar. 

Todas as mães: Nunca se esqueça de que o organismo libera o primeiro óvulo pós-partoantes de você menstruar, portanto não há como prever quando isso pode acontecer. Assim, se você não adotar um método anticoncepcional logo que começar a ter relações sexuais de novo, pode se ver grávida antes mesmo de voltar a menstruar. Esse tipo de surpresa não é incomum. 
Não se deixe levar pela história de que mães que amamentam não são férteis. Converse com o ginecologista e com seu parceiro para decidir qual é o melhor método para vocês. Alguns tipos de pílula não são adequados para a fase de amamentação. Saiba tudo no nosso artigo sobre métodos contraceptivos para quem dá o peito.

Deixe seu comentário ou sugestão e compartilhe nas redes sociais.

 *Fonte: Babycenter

Postagens mais visitadas deste blog

DORES NO PÉ DA BARRIGA PODE SER UMA GRAVIDEZ ?

DORES FORTES NO PÉ DA BARRIGA, O QUE SERÁ? Sim, dores no pé da barriga pode ser gravidez. Porém, as famosas dores no “pé” da barriga ou baixo ventre, podem ter outros motivos além de ser um dos indícios de que uma gestação está em andamento. As dores ou mesmo as cólicas podem aparecer após a ovulação e também em outras situações como a TPM por exemplo.

COM QUANTOS MESES A BARRIGA COMEÇA A APARECER

TEMPO QUE A BARRIGA DA GESTANTE COMEÇA A SE DESENVOLVER Ah, mas quando a gente pega o positivo já começa a acarinhar a barriga! Ainda não tem nada ali que dê para ver, mas parece que estamos no final da gestação de tanto orgulho que estamos nesta nova fase. Ficamos horas nos analisando no espelho e nos perguntando sempre, quando a barriga começa a aparecer na gravidez?

COMO O PAI PODE PARTICIPAR DA MATERNIDADE

AUXILINDO A MÃE DEPOIS DO PARTO Logo após o parto, é bem comum a maioria dos homens, ficar mais afastado do filho e da mãe. Ele se sente excluído e acredita que esse momento deve ser reservado apenas entre a mãe e o filho.
O pai não vê momento nenhum em que ele possa se encaixar, até porque a criança mama e dorme muito no início.