Pular para o conteúdo principal

O PERIGO DA OBESIDADE NAS GESTANTES

OBESIDADE NA GESTAÇÃO

A gestação é um dos momentos mais delicados na vida da mulher, além de ficar sensível, requer cuidados especiais, principalmente falando sobre a  alimentação que nessa fase, tem relação com a saúde da mãe e a do bebê. 

A obesidade na gravidez é um problema comum e perigoso. Quase metade das mulheres ganham peso após a gravidez. Nesse período, ela tende a ficar com muita ansiedade e fragilidade o que contribuem para a mulher, se alimentar mais. 

Durante a gestação o indicado é a mulher consumir 2.800 calorias por dia. Acredita-se que as de baixo peso ganham em torno de 15 kg; as de peso adequado, até 12 kg; e com sobrepeso até 7kg.
Engordar além do indicado durante a gravidez contribui para vários fatores de risco como diabetes, hipertensão e pré-eclâmpsia, principalmente no final da gestação. Esse fatores são bem  mais comuns em mulheres com excesso de peso.
Durante a gestação a obesidade, também está relacionada ao maior índice de morte dos recém-nascidos, além do nascimento de crianças com defeito no tubo neural, estrutura que dá origem ao cérebro e à medula. E ainda contribuindo para a maior taxa de cesáreas.

Para as que já estavam acima do peso antes de engravidar o indicado é que a mulher não tenha aumento nenhum do peso durante a gestação, ela deve procurar orientação médica de preferência de um nutricionista e receber orientação alimentar adequada para não colocar a sua vida e de seu bebê em risco.

Aderindo a novos alimentos na gestação:
  • No mínimo3 frutas por dia.
  • 2 à 5 litros de água.
  • Retirada do sal.
  • Retirada do açúcar.
  • Evitar comidas com Conservantes (sucos, temperos, etc.)
  • Faça refeições de 6 à 8 vezes por dia.
  • Consuma peixe ricos em ômega 3  carnes magras (Salmão /Cavala/Sardinha /Atum).
  • Faça exercícios físicos, se o médico lhe liberar.
  • Não se esqueça da suplementação adequada das vitaminas e minerais.

Deixe seu comentário ou sugestão e compartilhe nas redes sociais.


Postagens mais visitadas deste blog

DORES NO PÉ DA BARRIGA PODE SER UMA GRAVIDEZ ?

DORES FORTES NO PÉ DA BARRIGA, O QUE SERÁ? Sim, dores no pé da barriga pode ser gravidez. Porém, as famosas dores no “pé” da barriga ou baixo ventre, podem ter outros motivos além de ser um dos indícios de que uma gestação está em andamento. As dores ou mesmo as cólicas podem aparecer após a ovulação e também em outras situações como a TPM por exemplo.

COM QUANTOS MESES A BARRIGA COMEÇA A APARECER

TEMPO QUE A BARRIGA DA GESTANTE COMEÇA A SE DESENVOLVER Ah, mas quando a gente pega o positivo já começa a acarinhar a barriga! Ainda não tem nada ali que dê para ver, mas parece que estamos no final da gestação de tanto orgulho que estamos nesta nova fase. Ficamos horas nos analisando no espelho e nos perguntando sempre, quando a barriga começa a aparecer na gravidez?

COMO O PAI PODE PARTICIPAR DA MATERNIDADE

AUXILINDO A MÃE DEPOIS DO PARTO Logo após o parto, é bem comum a maioria dos homens, ficar mais afastado do filho e da mãe. Ele se sente excluído e acredita que esse momento deve ser reservado apenas entre a mãe e o filho.
O pai não vê momento nenhum em que ele possa se encaixar, até porque a criança mama e dorme muito no início.